Sobre as Bolsas

analinda-sobre“ARGANA” – quer dizer mãos na língua kuna. São as mãos que costuram e entrelaçam, pontada a pontada os desejos, os desenhos e os sonhos da comunidade.

As minhas “Arganas” surgiram da idéia de se fazer conhecer no Brasil e no mundo um dos artesanatos mais valorizados da minha terra, Panamá: as molas das indígenas Kuna. Quero levar através das minhas bolsas um pouquinho da cultura desta etnia lutadora e orgulhosa das suas tradições.

Todos os materiais utilizados na confecção das “Arganas”, excetuando as “molas”, são produzidos no Brasil, evitando assim cair na armadilha das fábricas chinesas, onde os custos são minimizados, mas que representam um enorme impacto sócio-econômico e ambiental para o Brasil e para o mundo.

Elas são costuradas de forma totalmente artesanal com elevados padrões de qualidade em um ateliê de costura familiar, que recebe de maneira justa pelo seu trabalho. Sobras de couro industrial também são utilizados na confecção das bolsas. 

Importante: Cada bolsa é única e original. Devido ao processo totalmente artesanal e para manter a exclusividade e a qualidade das bolsas, nossa produção não ultrapassa o limite de fabricação de 30 bolsas mensais. Não existem estoques ou encomendas.